segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Parte II



Quando tinha 4 anos de idade, Ana foi abusada sexualmente. Mesmo com tão pouca idade ela nunca conseguiu esquecer aquele momento. O ato não foi consumado, mas ficou nela o medo. Esse medo que virou pânico. Ela permitiu que isso a dominasse, a ponto de tentar várias vezes o suicídio. O pior de tudo é saber que o autor foi seu próprio tio. Sim, o irmão de sua mãe foi capaz de um ato tão cruel com uma criança.
Ana conseguiu se formar em administração com muito esforço, pois as idas as aulas, para ela, era um martírio. Hoje, ela não consegue arrumar um emprego, sem amigos, sem conseguir voltar a estudar, sem conseguir viver sem outra pessoa, senão sua psicóloga e sem um motivo para sorrir. Vê pessoas seguindo sua vida e sente inveja. Gostaria de ser alguém normal. Gostaria de se sentir valorizada, útil e bonita, porém tem vergonha até de seus pensamentos e por isso se recolhe em seu quarto.
O que resta para ela é esperar que Deus a leve embora desse inferno que virou sua vida. Do inferno que ela vive desde que se conhece por gente.


Finalizo este post deixando claro que os nomes são fictícios mas que a história é verdadeira. Mostro pra vocês como prova viva (já que eu convivo com alguém com um trauma como esse) de que pessoas assim vivem atormentados por lembranças que a matam um pouquinho a cada dia.


/Thamires Figueiredo.

3 comentários:

ᄊム尺goん disse...

[fico triste por ser real...complicado opinar pois como tão bem diz uma antiga canção 'cada um sabe a dor e a delicia de ser o que é'. tomara que ela vire uma rebelde...rs]

boas festas.

abç

Aline Teles disse...

Podemos imaginar o que ela sente, mas não de forma absoluta. Só ela sabe o que carrega dentro de si. Algumas pessoas passam pelo mesmo trauma e conseguem de alguma maneira seguir a vida, mas outras não. Mas é algo tão terrível que imagino que seja difícil de superar. Peço a Deus que essa jovem ainda encontre em vida um belo motivo para sorrir. Beijos.

Aline Teles disse...

Boa tarde, Thami.
É o meu primeiro comentário do ano em seu amado cantinho virtual. Portanto, quero deixar a seguinte mensagem: que o ano de 2014 seja bordado de muita saúde, amor e paz para você e sua família.
Beijinhos estalados.