domingo, 10 de fevereiro de 2013

Coisas que (per)duram

"A vida bem vivida, consiste em saber enfrentar a dificuldade de cada instante, de cada momento, para depois ter o direito de sorrir do jeito certo."
/Padre Fábio de Melo.
 
Como é ruim se deixar levar por meio mundo de coisas tristes e chatas. Perder pessoas. Amigos. Melhores amigos. Se decepcionar. Chorar. Sorrir querendo chorar. Mas de alguma coisa vale tudo isso, não é mesmo? Nada é tão ruim que não possa ter algo um pouquinho bom pra compensar.
Tenho me encontrado hoje muito pensativa por diversos motivos. Acabei de chegar de um enterro. Acabo de perder mais uma pessoa. Fiquei pensando principalmente no quanto que da vida perdemos por coisas banais. O estresse do dia a dia, a rotina, os problemas familiares e sentimentais. Fico triste por perder uma parte da minha vida em coisas desnecessárias. No meu ponto de vista, podemos ser tão mais simples, mas acontece que nem tudo depende de mim.
 
Por outro lado, parei pra pensar em todas as alegrias que já tive. Desde quando ainda guria me sentia feliz por  um chocolate que ganhava. Por um abraço. Recordo que ir todos os domingos pra casa de minha vó era a maior festa. Era um cheiro na cabeça. Uma comidinha diferente. Um dengo. A proteção. O querer bem mesmo quando eu não entendia isso direito.
Passava todos os dias das minhas férias no interior. Sentia o gosto da liberdade no sentido mais abrangente da palavra. Lembro muito bem das brincadeiras, da adolescência, dos namoricos. O que fica é a sensação boa de não ter desperdiçado esses momentos bonito de minha existência.
 
Cada dificuldade vem me mostrando o quanto as coisas mais pequenas me fazem feliz. Tenho certeza que o punhado de coisas ruins não superam de jeito nenhum as boas. Me vi e me fiz feliz por mim e por cada tropeço que a vida colocava em meu caminho. Mais ainda por aquelas que consegui vencê-las. Quanto as outras, fica aqui o aprendizado. Guardo na memória cada pedacinho daquelas alegrias que passaram, mas não serão esquecidas nunca.
 
 
/Thamires Figueiredo.

5 comentários:

ᄊム尺goん disse...

"Quando você está purificado e transparente, você poderá perceber uma imensurável quantidade de amor derramando-se sobre você de todas as dimensões. "

Osho




beijo

Rafael Castellar das Neves disse...

É bem isso mesmo, Thamires...costumo dizer que são os detalhes que contróem e destróem uma vida...grandes coisas são fortes, mas momentâneas...

belo texto!

[]s

Gabriela Freitas disse...

É triste perder alguém que amamos. Construímos nossas vidas com detalhes e com essa vida corrida cada vez eles parecem não serem mais importantes, mas são. :/

Aline Teles disse...

Primeiramente, os meus sentimentos. É muito difícil perder pessoas queridas. Porém, faz parte da vida. Por isso, é preciso aproveitar quando ainda temos. Aproveitar o que é essencial. Geralmente, são nas pequenas coisas. São nos momentos difíceis que abrimos olhos e percebemos o que realmente é especial. Não precisava ser assim, né? Pois é. Linda reflexão. Beijinhos.

Thainá Braga disse...

Me senti escrevendo esse texto. Você sempre me surpreendendo com as palavras.. obrigada, seus textos me fazem enxergar a vida com mais clareza. Um cheiro de saudade!