segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

um cheiro raro de felicidade


É um misto de força de vontade e alívio. É a certeza que o sem cura, pode ser curável. Que as coisas acontecem para ensinar a mudar, jeitos e pessoas. Parece o fim, mas é o começo. Aliás, o recomeço. Teve medo e choro, talvez ainda exista lá no fundo. Mas Deus mandou avisar: a vitória é nossa! O reboliço não é a toa, a doença é pra curar a alma e o sofrimento de hoje, será a alegria de amanhã. Um cheiro raro, uma mão que passou e aliviou o coração, dias melhores que virão. Certeza!

5 comentários:

Alê disse...

Thamires: que toda dificuldade se transforme em força, oportunidade e vitória, amém!

AquilesMarchel disse...

as vezes o pior é cura
junta forças

bjus

Marcelo R. Rezende disse...

Eu confio nisso. Quem é muito feliz se esquece de que o sofrimento existe e a solidariedade é importante.


Beijo

Luna Sanchez disse...

É bonito, parece com fé.

=)

Um beijo, querida minha.

Emanuelle Klyss disse...

Amém né fofa?

Beijos mil queriiida. Um Feliz 2012 cheio de muita paz e luz pra você. :)