domingo, 23 de janeiro de 2011

' não porque quis.


— Então não o ama mais?
— Amo. Só guardei isso num cofre. E tranquei. E esqueci a senha. Não porque quis. Foi preciso.

Caio Fernando Abreu, sempre.

Um comentário:

Mais do mesmo disse...

Mt doce a escolha de cada poema e palavra. Amei!
Obg por sua visita em meu blog.

Boa tarde!